CAPTAÇÃO DE RECURSOS – Sinop Energia dispõe curso para prefeituras dos municípios da área de abrangência

Ao final dos módulos, os participantes, em grupos, simularam e apresentaram a elaboração de um projeto embasado no que lhes foi ensinado durante as aulas

Em uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Sinop Energia ofereceu nos últimos dias 30 e 31 de maio, o curso de Elaboração de Projetos para Captação de Recursos. O evento foi destinado as administrações das cidades da Área de Interferência Direta (AID) do Empreendimento. Participaram 28 pessoas dos municípios de Cláudia, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso.

O propósito dessa realização foi apresentar aos representantes diferentes de administrar os recursos públicos na elaboração de projetos. O encontro foi dividido em quatro etapas: “Reflexão sobre planejamento: Projetos – primeiros passos”; “Estruturando um projeto na prática”; “Elaborando um projeto na prática” e “Na busca de Recursos”.

O técnico agropecuário da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Sinop, afirmou que capacitação é de grande importância no momento de elaboração de projetos do executivo municipal. “A questão da captação de recursos é muito interessante, porque a gente trabalha projetos que às vezes o próprio município não tem recursos, então indicando esses caminhos e a forma de concluir esses projetos para que busque a captação desses recursos, a gente alivia o município de estar bancando esses recursos e consegue trazer de outras fontes para que a gente consiga alavancar a produção dentro de município.”

O engenheiro agrônomo da prefeitura de Cláudia, Geordano Matei, explicou a importância que o curso tem para o administrativo da cidade que está em ascensão: “O município de Cláudia principalmente, como é um município pequeno, ainda tem muita coisa para ser desenvolvida, e buscar recursos fora. Eu acho que esse curso de elaboração de projetos vem de encontro às nossas necessidades lá no município, uma vez que a gente depende muito de recursos que vem de fora para poder estruturar melhor, principalmente a área de agricultura familiar”.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese