CHÁCARAS DE LAZER – Proprietários conhecem etapas de negociação com a UHE Sinop

Concessionária da Usina fará outras reuniões para esclarecer dúvidas de todos os envolvidos pela implantação do Empreendimento

Proprietários das chácaras acreditam que Usina trará benefícios para a região

Proprietários das chácaras acreditam que Usina trará benefícios para a região (foto: Assessoria de Imprensa)

Os proprietários das chácaras de lazer localizadas na área de abrangência da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop foram orientados a respeito das etapas de negociação com a concessionária do Empreendimento, a Companhia Energética Sinop (CES), para compra dessas áreas e ou compensação dos envolvidos.

Na terça-feira (22), a equipe de Meio Ambiente da CES se reuniu com proprietários de lotes do Condomínio de Chácaras Ki Sorte, que conta com 33 terrenos. Esse é um dos condomínios localizados dentro da área de abrangência do Empreendimento e que sofrerá interferência com a formação do futuro reservatório. O objetivo do encontro foi esclarecer as dúvidas dos proprietários com relação aos prazos, áreas alagadas e indenizações, além das etapas de cada ação.

Após conhecer as etapas de implantação da UHE Sinop, o senhor Carlos Alberto de Matos, que tem uma chácara há sete anos no condomínio, explica que conseguiu, inclusive, visualizar a possibilidade de ter uma renda extra a partir da formação do reservatório. “Na minha propriedade, apenas 200 metros quadrados [m²] serão alagados. Então, futuramente, vou aproveitar o restante do terreno para fazer uma pousada ou algo nessa linha, pois eu e minha família sempre pensamos nisso. Quem sabe a região se transforme em área de turismo e isso será muito bom para nós, pois não perderemos nossas áreas, teremos a oportunidade de novos negócios com a chegada da Usina”, disse.

Vizinho de Carlos, o senhor José Ari de Freitas conta que na década de 70 foi indenizado pela Usina de Itaipu, no Paraná, e hoje também visualiza a possibilidade de explorar turisticamente sua área. “É que lá na Itaipu aconteceu a mesma coisa que está acontecendo aqui. Está tudo dentro da legalidade. No Paraná o local onde o reservatório foi construído se transformou em um polo turístico. Acredito que aqui pode ocorrer o mesmo. A UHE Sinop está atendendo minhas expectativas com relação ao atendimento com os envolvidos e a obra de maneira geral”, lembrou.

O gerente de Meio Ambiente da CES, Edson Nunes, lembra que outras reuniões como essa serão realizadas com toda a sociedade envolvida no processo de implantação da Usina. “Vamos orientar e esclarecer as dúvidas de toda a comunidade, todos os públicos, sejam entidades e órgãos públicos, ou proprietários de fazendas, sítios e chácaras. Todos os envolvidos conhecerão as etapas de implantação da Usina”, explicou, lembrando que essa ação faz parte do Programa de Aquisição de Terras, constante no Projeto Básico Ambiental (PBA).

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese