CLÁUDIA – Reforma vai transformar escola em modelo de educação

Escola reformada pela UHE Sinop atende a, aproximadamente, 75% dos estudantes da rede municipal do município

foto: Assessoria de Imprensa

Quase todo o telhado já foi substituído. Reforma deve ser concluída no fim de novembro desse ano (foto: Assessoria de Imprensa)

O trabalho de reforma da Escola Municipal Daniel Titton, realizado pela Companhia Energética Sinop (CES), segue em ritmo acelerado na cidade de Cláudia. As obras começaram em julho e até o momento já foram trocadas as janelas de ferro, por blindex, e toda a rede elétrica, além da reforma do telhado que já está em fase final.

Para o prefeito de Cláudia, João Batista, a reforma é a realização de um sonho antigo. “Nossa escola foi fundada em 1991, ampliada em 1997, mas nunca recebeu uma reforma como essa. Na parte elétrica, as tomadas estão de acordo com o novo padrão brasileiro de plugues e tomadas, as portas e acessos estão sendo adequados para dar acessibilidade a todos. Vamos ganhar uma escola modelo”, afirmou.

Ainda de acordo com o prefeito, a reforma da escola vai possibilitar outros benefícios para os estudantes. “Nossa escola estará dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Educação [MEC] para buscar recursos junto ao FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação] para a instalação de condicionadores de ar e carteiras digitais’’, explicou.

Conforme o gerente de Engenharia da CES, Carlos Rennó, algumas salas, inclusive, serão adaptadas para alunos especiais. “Algumas salas terão rampas de acesso específicas para cadeirantes. A reforma é completa”, acrescenta.

A rede municipal de ensino da cidade de Cláudia conta com, aproximadamente, 1,2 mil estudantes, destes, cerca de 900 estudam na Daniel Titton. Ou seja, a reforma da escola, realizada pela concessionária da Usina, vai beneficiar 75% dos estudantes da cidade. Isso sem falar nos professores e demais funcionários da escola que vão contar com a construção de novos banheiros e de uma ampla sala de reuniões que também será instalada no local. A previsão é que as obras terminem no final de novembro deste ano.

A ação faz parte do Programa de Apoio aos Municípios do Projeto Básico Ambiental (PBA) da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop e irá contemplar os cinco municípios (Cláudia, Sinop, Sorriso, Ipiranga do Norte e Itaúba) envolvidos. O valor da reforma gira em torno de R$ 1,2 milhão. Durante a reforma, a Prefeitura disponibilizou um outro local para que os estudantes e professores dessem continuidade ao ano letivo sem nenhum prejuízo na qualidade do ensino e no aprendizado.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese