COLÔNIA Z-16 – UHE Sinop esclarece dúvidas dos pescadores

Objetivo foi esclarecer dúvidas do grupo e passar informações sobre o Plano de Monitoramento e Conservação da Ictiofauna

foto: Assessoria de Imprensa

Aproximadamente 50 associados da Colônia de Pescadores Z-16 participaram do encontro (foto: Assessoria de Imprensa)

Com o objetivo de esclarecer as dúvidas dos pescadores, a Companhia Energética Sinop (CES) se reuniu com a diretoria e membros da Colônia Z-16 de Pescadores do Município de Sinop e Região (Copesnop), que serão envolvidos pela implantação da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop.

Durante a reunião, os pescadores receberam informações sobre o Plano de Monitoramento e Conservação da Ictiofauna (peixes) e sobre o Programa de Recomposição de Atividades Minerárias, Pesca, Comércio e Serviços que tem como principais objetivos desenvolver ações de manejo e conservação dos peixes e dar suporte financeiro e qualificação profissional aos pescadores de Sinop e região.

De acordo com o diretor de Fornecimento Eletromecânico, Meio Ambiente e Gestão da CES, Severino Moraes, essas ações são importantes para o desenvolvimento do diálogo entre a comunidade envolvida e o empreendedor. “Ouvimos várias sugestões dos pescadores. Agora vamos analisar a viabilidade de cada proposta e procurar parceiros, como a Prefeitura, para que os pescadores sejam atendidos da melhor maneira possível. Estamos aqui para somar”, afirmou.

Outra definição foi o desenvolvimento de um estudo para analisar possíveis alterações na quantidade de peixes capturados pelos pescadores. Para isso, será feito um cruzamento de dados entre as informações repassadas pelos próprios pescadores durante o cadastro socioeconômico e o Documento de Pesca Individual (DPI) de cada um. Caso seja constatada a diminuição da pesca, uma forma de compensação financeira será acertada entre o pescador e a Usina.

É por meio dessas reuniões que a presidente da Colônia, Julita Burko Duleba, espera realizar um sonho antigo da Colônia. “Há anos lutamos para construir a nossa sede. A CES se mostrou parceira para procurar uma alternativa junto ao poder público e isso nos anima. Mas também estamos preocupados com a renda de nossos associados e a Companhia se mostrou disposta a nos ajudar”, concluiu.

A Colônia de Pescadores Z-16 tem, aproximadamente, 300 pescadores no seu quadro de associados, distribuídos em várias cidades da região Norte de Mato Grosso. Em Sinop, a expectativa é que existam cerca de 60 pescadores cadastrados na Colônia, de acordo com a presidente.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese