ELETROMECÂNICA – Realizados primeiros testes nas estruturas da Usina

Neste mês de julho foram realizados os primeiros testes em equipamentos eletromecânicos da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop. Primeiro foi realizado o teste de movimentação das comportas das adufas de desvio. Depois foi realizado teste da comporta reserva, liberando, assim, as adufas para o desvio do rio. A operação de desvio e fechamento do rio é uma das etapas mais complexas para os empreendimentos hidrelétricos, razão pela qual as comportas devem estar aptas para esta ação.

Conforme explica o gerente de Eletromecânica da CES, Wallace Lobo, houve um trabalho em conjunto entre a Concessionária da Usina, a Companhia Energética Sinop (CES), e a Construtora Triunfo, contratada para executar as obras civis, fornecimento eletromecânico e montagem da UHE Sinop, no sentido de garantir que as comportas estivessem 100% operacionais para o desvio. “Como resultado, a Triunfo decidiu testar a movimentação de todas as comportas e efetuar a montagem de uma comporta reserva, que pode ser inserida em qualquer posição das demais”, salientou.

Conforme o gerente, todas essas ações, cuja execução não estava prevista inicialmente, aumentam a segurança para a operação do desvio do rio. “O fato de todas as comportas terem sido movimentadas dentro das suas próprias ranhuras nos traz a certeza de que estão aptas para a operação de desvio e fechamento do rio”, completa.

Ainda neste mês foi realizado o teste de indução magnética do núcleo do estator do gerador da primeira unidade. Executado pelas equipes da Construtora Triunfo e da Andritz, fabricante do gerador, o teste mostrou que o empilhamento e prensagem das chapas do núcleo magnético foram executados de forma satisfatória. Agora o estator, que tem 1,86 metro de altura e 12,35 metros de diâmetro interno, está liberado para ser preparado para receber o seu enrolamento, onde a energia mecânica da turbina será transformada em energia elétrica.

A UHE Sinop terá duas turbinas do modelo Kaplan sendo que cada uma terá potência de 204 MW, as quais são consideradas as maiores do tipo Kaplan em fabricação e serão as maiores, em potência unitária, instaladas no Brasil. A geração de energia do Empreendimento atenderá 1,6 milhão de brasileiros, o equivalente a 50% da população de Mato Grosso.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese