MARCO – Realizada primeira concretagem nas estruturas da UHE Sinop

A primeira concretagem é um marco no andamento das obras de uma usina hidrelétrica, pois sinaliza o início da efetiva construção das estruturas de geração de energia

foto: Assessoria de Imprensa

O trabalho consiste na regularização do solo que ficará embaixo das adufas de desvio (foto: Assessoria de Imprensa)

Nesta semana foi lançada a primeira concretagem no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop. O trabalho foi executado na área onde serão construídas as adufas de desvio do Empreendimento. A primeira concretagem é um marco no andamento das obras de uma usina hidrelétrica, pois sinaliza o início da efetiva construção das estruturas de geração de energia.

A concretagem consiste na regularização do solo que ficará embaixo das adufas de desvio, por onde será desviado o rio para a construção da barragem de terra. Para o processo, primeiro é realizada uma limpeza rigorosa da rocha e depois sua cobertura com concreto. Conforme explica Rui Feijão, diretor de Construção Civil e Engenharia da Concessionária da Usina, a Companhia Energética Sinop (CES), a limpeza é necessária para garantir uma eficaz aderência do concreto na rocha. Será como um alicerce. “Como a rocha é escavada por meio de detonações, ela fica desnivelada. É o mesmo processo de construir o piso de uma casa. Então primeiro limpa-se muito bem essa rocha e depois é lançado concreto por cima dela. É, então, feito um ‘piso’, onde encima serão construídas as adufas de desvio”.

A partir de agora, as concretagens serão constantes. Esse processo é realizado em toda a área das estruturas, como vertedouro, casa de força e área de montagem. “De agora em diante as concretagens seguem até a finalização das estruturas”, acrescentou o diretor da CES. Após o término das concretagens, serão instaladas peças metálicas e as comportas das adufas de desvio, para que seja controlada a vazão de água do rio.

A UHE SINOP
A Usina Hidrelétrica Sinop terá uma Casa de Força com duas turbinas/geradores e potência instalada de 400 megawatts/hora (MWh), ou capacidade média de produção de energia de 2.100 gigawatts (GW) ao ano. Isto corresponde a geração de energia elétrica para atendimento de 1,6 milhão de brasileiros.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese