PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO – Sítios arqueológicos na área do reservatório da UHE Sinop são resgatados

A equipe da Archaeo Pesquisas Arqueológicas está em campo para o resgate dos sítios arqueológicos localizados na área de abrangência do reservatório da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop. A empresa foi contratada pela Concessionária do Empreendimento, a Companhia Energética Sinop (CES) para executar esta ação do Programa de Prospecção e Resgate do Patrimônio Arqueológico e Educação Patrimonial do Projeto Básico Ambiental (PBA).

Os trabalhos iniciaram em dezembro de 2015, após portaria publicada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) autorizando a ação. Desde então, 25 áreas foram resgatadas, sendo três localizadas na região do canteiro de obras e as demais do futuro reservatório. O Iphan é o órgão do Governo Federal ligado ao Ministério da Cultura que estabelece as normas e critérios que apontam quais devem ser as áreas a serem resgatadas, tendo apontado para a área de influência da UHE Sinop o total de 57 áreas de interesse arqueológico, sendo 38 a serem resgatadas e outras 19 a serem preservadas.

O Programa de Prospecção e Resgate do Patrimônio Arqueológico e Educação Patrimonial atua com os objetivos fundamentais da Arqueologia, os quais pretendem explicar as mudanças nos processos culturais humanos, suas diferenças e similaridades por meio da análise e comparação de variados sistemas culturais. Para tanto, os estudos compreendem a prospecção, delimitação, resgate ou preservação de sítios arqueológicos. Como resultado desse estudo, espera-se a geração de dados que possam contribuir para a reconstrução da pré-história e história regional. Por isso a necessidade de implementar tal Programa, que também visa a divulgação dos estudos arqueológicos e seus resultados para a comunidade local.

De acordo com o coordenador de Meio Ambiente da CES, Anderson Guimarães, o resgate possibilitará agregar dados aos trabalhos já desenvolvidos no intuito de preservar a história da área de influência da UHE Sinop. “Com esta ação estaremos promovendo uma melhor compreensão da pré-história
dessa região”, afirma. A maior parte do material recuperado nessa etapa de salvamento consiste em fragmentos de cerâmica, objetos líticos (artefatos lascados ou polidos em rocha), além de uma unha de onça e uma conta de colar. Todos os materiais ficarão armazenados no Museu de Pré-história Casa Dom Aquino, localizado em Cuiabá, Capital de Mato Grosso.

EnglishFrenchPortuguese