PESQUISA – Plantas aquáticas são monitoradas

Trabalho realizado pela UHE Sinop está sendo desenvolvido no entorno do futuro reservatório

foto: Assessoria de Imprensa

Objetivo é garantir uma boa qualidade da água da UHE Sinop (foto: Assessoria de Imprensa)

As equipes do Subprograma de Monitoramento de Macrófitas Aquáticas, desenvolvido pela Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, estão fazendo o controle e prevenção do desenvolvimento excessivo desse tipo de vegetação nas áreas do entorno do futuro reservatório da Usina. O monitoramento das plantas aquáticas está sendo feito desde o mês de maio.

As macrófitas são plantas aquáticas que vivem, flutuando ou embaixo da água, em diversos ambientes como rios, lagos e brejos. Elas têm grande importância no funcionamento do ecossistema e também proporcionam local adequado para o desenvolvimento de microrganismos, pois suas raízes servem de substrato para a deposição de ovos de diversos animais e abrigo para o zooplâncton, que constitui a principal alimentação de muitos peixes pequenos.

Esse trabalho de monitoramento se baseia na coleta de várias espécies, em 15 pontos estratégicos, distribuídos nos rios Teles Pires, Verde, Índio Possesso, Roquete, Baixada Morena e Curupi, além do Córrego Caldeirão, Ribeirão Selma e das lagoas do Aguapé e do Padre. Todas essas plantas serão pesquisadas e examinadas em laboratório. Tudo para garantir uma boa qualidade da água da UHE Sinop, conforme explica o coordenador do Meio Biótico da Companhia Energética Sinop (CES), Ruy Alberto. “Por meio desse trabalho poderemos identificar a necessidade de eventuais medidas de controle que assegurem a qualidade da água do reservatório’’, disse.

O acúmulo dessas plantas também pode causar prejuízos para o meio ambiente. “Se existir uma quantidade grande de macrófitas em um lago, por exemplo, o nível do oxigênio diminui, colocando em risco a vida dos peixes e de todo o ecossistema aquático. Estamos trabalhando para que isso não aconteça’’, afirmou o coordenador.

O monitoramento de macrófitas está sendo realizado a cada três meses e vai continuar mesmo depois do enchimento do reservatório. O subprograma faz parte do Programa de Limnologia e Qualidade da Água, inserido no Projeto Básico Ambiental (PBA) coordenado pela CES.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese