Curso de Atendimento ao Cliente para os pescadores da Colônia Z-16, em Sinop

04/09/2018

O encontro aconteceu no prédio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no último final de semana, em Sinop.

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Ouvir o cliente, administrar suas expectativas e atender de forma satisfatória suas necessidades são estratégias fundamentais para o sucesso de qualquer empresa. Pensando nessa afirmação, a Sinop Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Sinop, ofereceu aos pescadores, da Colônia Z-16, o curso em Atendimento ao Cliente. Por meio do Programa de Recomposição da Atividade de Pesca tendo em vista o futuro lago da Usina, o encontro aconteceu no prédio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no último final de semana, em Sinop, resultado de uma parceria firmada com o Empreendimento, desde outubro de 2016.

  Os principais aspectos abordados, pelo Sebrae, no curso foram: expectativas, tipos de clientes, temperamento e comportamento do consumidor, regras sobre o atendimento, por quê se perde um cliente, conceito de tratamento e atendimento, atendimento e dez habilidades nota 10 do atendente.

   Segundo o analista socioambiental da Sinop Energia, Alex Bonami, os clientes estão cada vez mais exigentes e o mercado bem mais competitivo e por esse motivo há uma necessidade de capacitar os profissionais de todas as áreas.  “O objetivo das capacitações é preparar os profissionais da pesca, que são associados à Colônia Z-16 e encontram-se na Área de Influência Direta (AID) da Sinop Energia, para gerirem o complexo de edificações que será construído pelo Empreendimento no município de Sinop. O balneário e o centro de apoio ao pescador, que será construído pela Sinop Energia, pode ser uma forma de complementação de renda para essas famílias”, repassou.

   Para Rosicler Rosul Caleffi, instrutora contratada pelo Sebrae para ministrar o curso, a parceria com a Sinop Energia é fundamental e decisiva para essa nova expectativa de vida que os pescadores da Colônia Z-16 estão tendo. “O Sebrae é especialista em pequenos negócios e nada melhor do que as consultorias para viabilizar um empreendimento como esse que está despontando. A motivação desse grupo para o novo, me chamou a atenção! Eles estão decididos a fazer com que a oportunidade oferecida seja realmente aproveitada, ao máximo e, por isso, já confirmaram presença para o nosso próximo encontro”, repassou.

  Rosicler repassou, também, que várias dinâmicas em grupo foram aplicadas durante o encontro. “Como os pescadores possuem muitas vivências e pouca leitura e escrita, o intuito da dinâmica aplicada foi fazê-los se envolver vivencialmente. Colocá-los como partícipes de um processo viabiliza a compreensão do texto e do contexto de uma narrativa ou do que foi abordado. O lúdico é mais atrativo, tendo em vista que é mais animado, por isso essas ferramentas se apresentam bastante adequadas para atingir esse público específico”, finalizou.

   A pescadora profissional, Lailde dos Santos Silva, integrante da Colônia Z-16 que participou do curso, repassou estar muito satisfeita com os cursos oferecidos pela Usina. “Acho importante essa parceria com a Usina e o Sebrae em oferecer esses conhecimentos para nós. Adorei a parte que aprendemos sobre comportamento e higiene, no curso de Atendimento ao Cliente. Segundo nossa professora, o restaurante tem que estar sempre impecável, limpo e arrumado e nós também! Aprendemos também que o bom atendimento tem que ser igual para todos os clientes. Não podemos servir uma pessoa de acordo com sua presença visual. Precisamos receber com carinho, atenção e dedicação”, repassou

  Além do curso de Atendimento ao Cliente, mais 15 capacitações já foram realizadas, com os pescadores da Colônia Z-16, pela Sinop Energia, sendo elas: Workshop Cultura da Liderança, Comportamental, Desenvolvimento de Equipes, Comportamentos Empreendedores, Oficina Sei Planejar, Criando Seu Negócio, Boas Práticas na Manipulação do Pescado, Atendimento, Sei Vender, Oficina Culticoop (cultura do cooperativismo). Todas as pautas foram previamente apresentadas e discutidas com os participantes.

 

Assessoria de Imprensa.

Olá Eu sou a joana!

Tem alguma dúvida? Clique aqui!

joana maior