TRANSPARÊNCIA – CES realiza reuniões nos assentamentos da área de influência direta da UHE Sinop

Encontros têm o objetivo de repassar informações sobre o Empreendimento e desenvolvimento dos Programas Socioambientais

TRANSPARÊNCIA

Objetivo é manter atualizadas as informações e as medidas que estão sendo dispensadas às famílias quanto aos tratamentos e benefícios estabelecidos nos Programas Socioambientais (foto: Assessoria de Imprensa)

Priorizando a transparência com as comunidades da área de influência do Empreendimento que a Companhia Energética Sinop (CES), Concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop por meio dos Programas de Remanejamento da População e Aquisição de Terras e Benfeitorias, realizou no mês de dezembro, reuniões com as famílias do Projeto de Assentamento (PA) Wesley Manoel dos Santos, município de Sinop e Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) 12 de Outubro, município de Cláudia.

Além de sanar dúvidas, os participantes do PA Wesley receberam informações sobre o status dos Programas de Recomposição da Infraestrutura Viária e Apoio aos Municípios além da apresentação de valores para indenização das áreas interferidas pelo Empreendimento. No PDS 12 de Outubro os integrantes da Associação São Judas Tadeu receberam informações sobre a aquisição da fazenda para implantação do Reassentamento Rural Coletivo (RRC), proposta para implantação do projeto de parcelamento de lotes, planta da casa a ser construída, infraestrutura do reassentamento e indenização das benfeitorias.

Visando atender às expectativas da comunidade, participaram das reuniões no dia 8 de dezembro no PDS 12 de Outubro e no dia 13 de dezembro, no PA Wesley, um grupo de colaboradores da CES que atuam diretamente nos Programas de Remanejamento, Aquisição de Terras e Benfeitorias, Recomposição da Infraestrutura Viária, Apoio aos Município e Comunicação Social para apresentação de todas as informações constantes na pauta.

Para o presidente da Associação Campos Novos no PA Wesley Manoel dos Santos, Alessandro Gonçalves, a reunião serviu para acabar com os desencontros de informações dentro do assentamento, deixando as famílias mais informadas. “No meu ponto de vista a reunião foi bastante positiva. Cada vez que acontece um encontro como esse a comunidade tira as dúvidas, além de deixar a empresa mais próxima de nós”, explicou.

O presidente da Associação São Judas Tadeu no PDS 12 de Outubro, Hélio da Silveira, que está sempre em contato com a equipe de Comunicação e Remanejamento da CES, também achou a reunião positiva. Segundo ele acabou com as conversas dentro do assentamento de que a compra da fazenda não iria acontecer. Informou que no último dia 14 (quarta-feira), os integrantes da associação já se reuniram internamente para escolha dos lotes por afinidade do reassentamento. “Os integrantes gostaram do encontro com a CES, principalmente quando foram apresentados os mapas e as plantas das casas onde vamos morar. Já estamos esperando a próxima reunião, que será realizada em janeiro de 2017, para poder avançar cada vez mais”, finalizou.

De acordo com o gerente Fundiário da CES, Luiz Zoccal, “esta maneira de interagir com os representantes de associações e lideranças das comunidades interferidas pelo Empreendimento é uma forma de manter atualizadas as informações e as medidas que estão sendo dispensadas às famílias quanto aos tratamentos e benefícios estabelecidos nos Programas Socioambientais”, declarou.

Os encontros fazem parte do ciclo de reuniões realizadas pela CES, com o objetivo de repassar informações sobre o desenvolvimento dos Programas Socioambientais da Usina, além de manter as comunidades da área de influência mais próximas do Empreendimento. As informações contribuem para que toda a comunidade entenda de que maneira está envolvida com a construção da Usina.

Assessoria de Imprensa

EnglishFrenchPortuguese